ghlc-100.gif

Oi  ,

Tudo bem?

Antes de começar a edição de hoje, deixa eu te lembrar que estamos com inscrições abertas para programas para empreendedores em diferentes pontos da jornada: para quem ainda está na universidade, temos o Santander Universidades. Para quem está em busca de crescer em um ritmo forte, reabrimos as inscrições para o programa da ACE. E para quem já é uma scale up, a oportunidade é o boostLAB, em parceria com o BTG Pactual.

Se inscreve lá!

# Gente nova na casa

giphy
Ontem foi um daqueles dias especiais aqui na ACE. Demos início à primeira turma de aceleração do ano - e a décima quarta da nossa história. São 12 startups que resolvem problemas reais da sociedade e que, eu tenho certeza, vão fazer muita diferença no mercado.

Olhando para o perfil das empresas e dos empreendedores que selecionamos, acho que não vai ser difícil que a nossa área de startups tenha em 2019 resultados ainda melhores do que os obtidos em 2018.

Para marcar a chegada da nova turma, como já é tradição aqui na ACE, providenciamos uma imersão de dois dias para que os novos empreendedores já entendam desde o momento zero nossa forma de trabalhar - e o que significa, na prática, ser Growthaholic, com um bate-papo com dois empreendedores-destaque do nosso portfólio: Helmuth, da Logcomex, e Melqui, da Venda.lá.

Bom trabalho à nova turma e que logo vocês possam também estar servindo de exemplo para as futuras startups da casa!

# Receita para um casamento feliz

Quando produzimos a primeira edição do Brazil Innovation Survey, principal pesquisa sobre inovação corporativa no Brasil, um dado me chamou a atenção: 82% dos gestores de inovação ouvidos na pesquisa diziam que suas corporações se relacionavam com startups.

Apesar do número alto, sabemos que o perfil de relação estabelecido nem sempre é muito saudável - e que pode até causar problemas à longevidade da startup.

Pensando nisso, meu sócio José Gutierrez, responsável pela área de recrutamento da ACE, escreveu um excelente artigo com 7 aspectos que devem ser considerados antes de uma grande empresa iniciar o relacionamento com startups.

Uma dica: tratar esta empresa com as mesmas regras e burocracias aplicadas a grandes fornecedores é meio caminho para que a relação desande.

# Seu dinheiro eu não quero

giphy
No modelo tradicional de crescimento de starutps, levantar dinheiro com fundos de Venture Capital é parte quase obrigatória da receita para o sucesso. E para apoiar isso, o volume de dinheiro disponível para boas startups cresce ano a ano (tanto que 2018 deve registrar mais um recorde em valores investidos por fundos).

Mas existe um movimento cada vez mais forte no Vale do Silício de questionar o quanto isso é saudável. Segundo os defensores da tese, a sanha em levantar mais e mais capital, agradar investidores e conseguir exits rápidos está por trás até mesmo da crise ética vivida por muitas empresas relevantes do Vale.

Não concordo muito com essa visão e acho que o fundraising, quando bem feito, ajuda a trazer um ritmo fundamental para que a startup cresça e se destaque. Mas o fato é que o mercado de investimentos como um todo vem passando por discussões importantes (inclusive sobre a forma ideal de fazer com que uma grande startup liste suas ações na bolsa de valores).

# Contabilizando recursos

Falando em fundraising, quem deu um passo importantíssimo essa semana foi o pessoal da Contabilizei. A startup paranaense acabou de levantar uma rodada de investimento de R$ 75 milhões.

Com o dinheiro, a ideia é acelerar o ritmo de crescimento - e aumentar 200% ao ano daqui até 2021.

O Chief Startup Officer e sócio da ACE, LG Lima, falou um pouco sobre esse movimento para o portal da Exame - e aproveitou para ainda dar uma breve aula sobre job to be done.

Se conseguir manter o ritmo, a Contabilizei entra seriamente para o grupo de sérios candidatos a unicórnios brasileiros. Ficaremos na torcida.

# Curtinhas

  • Cuidar de quem cuida Dificilmente o cliente de uma empresa vai estar satisfeito se os funcionários também não estiverem. É aí que entra a importância do chamado endomarketing - iniciativas voltadas aos funcionários do empresa. Nossa especialista em hospitalidade Yolanda Ignácio explica como esse tipo de ação pode se tornar uma vantagem competitiva para seu negócio.
  • Pouso forçado Apesar de conseguir fazer decolar diversos foguetes e satélites, a SpaceX, companhia espacial de Elon Musk, sentiu a necessidade de voltar a ser mais lean. Pelo menos essa foi a principal justificativa apresentada pela companhia ao demitir 10% de sua força de trabalho (estimada em cerca de 6 mil pessoas).
  • Todo poderoso Quem é a pessoa mais poderosa do Vale do Silício? Esqueça empreendedores famosos e figurões. Segundo a Fast Company, a resposta a essa pergunta é Mayoshi Son, líder do banco japonês Softbank e investidor dos sonhos de boa parte das starutps do mundo.
  • Desenvolvedor de talento Encontrar um bom dev, que faça sentido para o momento da startup, costuma ser um grande desafio para uma empresa em alto ritmo de crescimento. Em um artigo para o blog da ACE, o pessoal da Programathor dá algumas dicas de boas práticas para encontrar os melhores desenvolvedores do mercado.
giphy
  • Baixo, mas não pago Em 2018, foram feitos quase 200 bilhões de downloads de aplicativos em todo o mundo. Metade deste número veio da China. Mas o que mais me chamou atenção no relatório da consultoria App Annie é que o Brasil, apesar de estar no top 5 de países que mais baixam apps, não aparece no ranking de quem mais gasta nas lojas de aplicativo. Ou seja: download aqui, só se for de graça.
  • Volta às aulas A dica agora é para quem quer desenvolver novos conhecimentos (alguém não quer?). Semana que vem tem aula de ACErs na ESPM - e os cursos estão com as últimas vagas abertas. LG Lima, Sulivan Santiago e José Gutierrez apresentam o Playbook do Negócio Escalável. Se preferir aprender mais sobre Agile Marketing, quem vai dar a aula é Felipe Collins e Gabriel Ferreira.
  • Volta às aulas 2 Se você já tiver compromisso na semana que vem, têm outras oportunidades para você. Em fevereiro Maytê Carvalho ensina técnicas de Persuasão e Performance. E em março Gabriel Ferreira ensina jornalistas a criarem seus próprios negócios. Para quem quer algo de mais longa duração, estão abertas também as inscrições para a próxima turma do DB Lab, nossa pós-graduação para empreendedores de negócios digitais.
giphy

Por hoje é só. Só não esquece de mandar seu feedback sobre a edição deasa semana, ok?

Abraços
Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACE | Twitter | Facebook | Linkedin | Instagram