ghlc-100.gif

Oi,  ,

Tudo bem?

Como já tem sido rotina aqui na ACE, os últimos dias foram bastante agitados. No início dessa semana concluímos os workshops para selecionar os participantes do programa corageNatura (programa que está reinventando a forma como as empresas recrutam talentos) e promovemos também um workshop de capacitação para empreendedores na Serra Gaúcha, evento que faz parte do Hélice, um movimento inédito que reúne quatro grandes empresas da região interessadas em fomentar a inovação.

Tudo isso em paralelo com a aceleração da maior turma da nossa história! Adoramos esta movimentação!

E para coroar, hoje é dia de Demoday. Sete startups investidas por nós estão, no momento em que escrevo esta news, se apresentando para investidores-anjo e fundos de investimento! Dá uma olhada em como o auditório está lotado:

foto demoday

Agora vamos aos destaques desta edição?

# Passa no crédito

Hoje é dia de festa para as fintechs brasileiras. Mais um membro do clube abriu capital com sucesso na Nasdaq.

Depois do IPO da PagSeguro, no início deste ano, foi a vez da Stone. A startup de meios de pagamento listou suas ações na bolsa americana com um valuation de quase US$ 7 bilhões. Nada mal para quem nasceu há 6 anos com a proposta de entrar em um mercado dominado por gigantes como Cielo e Rede.

Entre os investidores que resolveram apostar nas máquinas verdinhas estão o megainvestidor Warren Buffet e a Ant Financial, fintech do grupo chinês Alibaba.

Com tantos movimentos importantes paras as startups brasileiras ao longo de 2018 (a Stone é nosso quinto unicórnio em 10 meses!), mal posso esperar pelo que nos aguarda até dezembro e, principalmente, em 2019.

# O varejo vai virar fintech?

giphy

Falando em fintechs, a Linx, empresa de tecnologia para o varejo, resolveu criar um novo braço de negócios para avançar neste caminho. A Linx Pay, anunciada essa semana, nasceu dentro da área de inovação da empresa e é uma subcredenciadora para pequenos varejistas, que permite o repasse de valores para fornecedores já no ato do pagamento, diminuindo a necessidade de transações financeiras.

Além de ser um excelente case de inovação, o movimento da Linx evidencia outra tendência: cada vez mais empresas varejistas têm investido na criação de seus braços financeiros.

É o caso da B2W, que lançou recentemente uma solução de crédito para vendedores de seus marketplaces, e do Mercado Livre, que tem fortalecido sua plataforma de pagamentos, a Mercado Pago. No exterior, a Ant Financial, nascida do Alibaba, é um grande exemplo desta tendência também.

# Devo acelerar?

Vira e mexe nosso time de recrutamento se depara com startups que acham que já passaram do ponto de participar de um programa de aceleração.

Nesses momentos, nosso trabalho é sempre explicar que existem vários perfis de programas e que, no caso da ACE, ele pode, sim, ser indicado para empresas que não se enquadrariam nos programas mais tradicionais.

Se você estiver com essa dúvida, recomendo a leitura do texto escrito por Filipe Santos, fundador da Poppin, startup do nosso portfólio.

Por diversas razões, o pessoal da Poppin achava que um programa de aceleração no Brasil não teria muito para contribuir com o negócio (um aplicativo de relacionamento, com ambições globais). Depois de muitas conversas, convencemos os fundadores de que poderíamos, sim, ajudá-los na jornada. O resultado disso você pode ver no próprio texto do Filipe, mas já te adianto que foi muito bom!

# O lado sombrio

giphy

Quem acompanha essa newsletter já reparou que não é de hoje que o Vale do Silício está envolto em uma nuvem de polêmicas. Acusações de espionagem, de influência internacional e de manipulação do comportamento dos usuários já se tornaram assunto banal, de tanto que são repetidos.

Mas até agora ninguém com atuação muito relevante no mercado tinha feito um grande mea culpa. Os pedidos de desculpa eram restritos ou a figurões que não tem mais tanta influência nos destinos da internet ou a membros do segundo escalão das gigantes do Vale.

Esta semana o quadro mudou com as declarações de Tim Cook, o todo poderoso da Apple. Em uma palestra na Bélgica, o sucessor de Steve Jobs disse que há um lado sombrio no mercado de tecnologia e que a única saída para mudar isso é aumentar a regulamentação.

O movimento é uma tentativa de se manter distante de toda a polêmica que envolve Google, Facebook e Twitter. Resta saber se terá algum poder de influenciar a decisão de congressistas e governos. Será que é a solução?

#Curtinhas

  • Ditando tendências Por que os sites que visitamos seguem uma ou outra linha de design? O Gizmodo mergulhou na história da internet para encontrar as 100 páginas que mais influenciaram o desenho dos sites ao longo da história. Spoiler: nem tudo o que está lá é bonito, mas todos os sites têm em comum o fato de serem bastante funcionais!
  • Reunião de anjos Dia 10 de dezembro nossos amigos da Anjos do Brasil vão realizar mais uma edição de sua conferência nacional. O evento é uma grande oportunidade de conexão entre investidores e empreendedores. As inscrições já estão abertas!
  • Os reis da propaganda Também estão abertas as inscrições para o AdTech Awards, premiação para startups de publicidade, marketing e social media promovida pelo Latam Founder e pelo Distrito.
  • O Elon entregou Apesar de toda a polêmica em que se envolveu nos últimos tempos, a Tesla apresentou resultados surpreendentes no terceiro trimestre deste ano. A automotiva do Elon Musk não só superou as expectativas dos analistas, como conseguiu dar conta das entregas programadas para o período (o que vinha sendo um de seus maiores desafios até então).
giphy
  • A guerra dos patinetes O aluguel de patinetes elétricos vem sendo apontando como uma das maiores tendências quando o assunto é mobilidade. E, pelo menos nos Estados Unidos, os vencedores da disputa pelo domínio deste mercado começam a despontar. Depois do surgimento de dezenas de concorrentes, dois deles, a Bird e a Lime, apresentam números mais sólidos. O The Information fez uma análise detalhada dos resultados da Bird. Números impressionantes (principalmente para quem achava que este mercado era só hype).
  • Dinheiro inteligente Meu amigo e investidor João Kepler lançou um super livro para quem quer entender todas as melhores práticas para atrair investidores (e bons investidores, como ele). O livro chama Smart Money e já está disponível nas livrarias online e físicas! Leitura recomendadíssima!
  • Logística em alta O setor logístico é um dos que apresenta mais desafios no Brasil. E, por consequência, é um dos que mais podem receber contribuições das startups. Essa semana, a Logcomex, startup do nosso portfólio, foi destaque de uma reportagem da TV Globo de Santa Catarina sobre as novas soluções para o setor.
  • Os jeitos de inovar Esta semana participei de dois webinars com temas que brilham o olho de todo mundo que trabalha com inovação. O primeiro falou sobre como criar e gerenciar squads (os times multidisciplinares e enxutos que estão levando empresas de diversos tamanhos e setores a inovarem mais rápido e melhor). O segundo, feito em parceria com o Convenia, startup investida da ACE, falou sobre como levar os princípios da inovação radical para o setor do RH.
giphy

Por hoje é só! Depois me escreve contando o que achou da edição desta semana. E, se você já leu A Estratégia da Inovação Radical, não esquece de deixar sua opinião sobre o livro lá na Amazon!

Abraços,

Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACE | Twitter | Facebook | Linkedin | Instagram