ghlc-100.gif

Oi, ,

Tudo bem?

Se você ler a Growhtaholics de hoje com atenção, vai encontrar um convite para lá de especial (dica: tem relação com um ótimo lançamento do mercado literário).

Vamos lá?

# Terceiro lugar, mas trilionária

giphy

Na guerra pela liderança do mercado de smartphones, Samsung e Apple são apontadas há muito tempo como as lideranças imbatíveis. Faz sete anos que elas se intercalam nos postos de líder e vice.

Mas o jogo virou e os chineses da Huawei ultrapassaram a Apple e agora são a segunda maior fabricante de smartphones do mundo. A nova posição é resultado do crescimento da participação da chinesa no mercado europeu.

Mas o lugar mais baixo do pódio não parece ter abalado a Apple, não. Ontem a empresa se tornou a primeira companhia do mundo a valer US$ 1 trilhão. Não é pouca coisa, hein?

# O preço do ajuste

Em meio a uma porção de escândalos relacionados à fake news e privacidade dos usuários, as grandes redes têm sido cada vez mais cobradas a tomar medidas firmes quanto a isso.

Mas por mais que a opinião pública comemore, os investidores não têm ficado tão satisfeitos com as faxinas realizadas por Facebook e Twitter.

Uma reportagem do New York Times falou sobre o risco de Wall Street punir essas empresas apenas porque elas querem (ou precisam) ser mais transparentes.

# Me encontra na Bienal

giphy

Já comentei aqui sobre A Estratégia da Inovação Radical, livro que estou lançando sobre como empresas dos mais diversos portes e perfis podem adotar as melhores técnicas de inovação das startups.

A versão digital já está disponível na Amazon e em breve as cópias físicas devem começar a chegar em livrarias de todo o Brasil.

No dia 11 de agosto vou estar na Bienal do Livro para apresentar um pouco mais do que é a tal da Inovação Radial. Contei para o pessoal da editora que tenho leitores incríveis e eles deixaram eu sortear três pares de ingressos da Bienal para os assinantes da Growthaholics.

Para concorrer, é só mandar um email para gabriel@goace.vc. Faremos o sorteio no dia 7 e o vencedor deve vir retirar o ingresso aqui no nosso escritório.

# Dinheiro as a Service

A Social Capital, fundo de venture capital que criou a metodologia batizada de Capital as a Service (CaaS) está de malas prontas para o Brasil.

Há algumas semanas recebemos o time deles aqui no nosso escritório para que eles compartilhassem com as startups do nosso portfólio porque acreditam no mercado brasileiro.

O conceito do CaaS é bem interessante. As startups em busca de rodadas de investimento se inscrevem no site do fundo e logo recebem uma resposta (com base na análise dos algoritmos) se o negócio faz ou não sentido para a Social Capital..

#Curtinhas

  • O Valor da Inovação A área de inovação corporativa da ACE foi destaque no jornal Valor Econômico esta semana. A reportagem dá um bom panorama do que planejamos fazer e de que como o avanço no novo mercado não vai nos fazer abandonar nossa missão de acelerar startups - muito pelo contrário.
  • Sigam a líder Segundo estimativas de mercado, a Netflix está prestes a chegar aos 10 milhões de assinantes no Brasil. O número faz com que a empresa seja a maior companhia de TV por assinatura por aqui, a frente de gigantes como Net e Sky.
  • Sem marca, mas com dinheiro A Brandless é uma startup que ficou famosa por tentar vencer a Amazon com a oferta de produtos sem marca, o que possibilitaria menores custos ao reduzir os investimentos em marketing. Agora, a empresa acabou de levantar US$ 240 milhões em uma rodada liderada pelo Softbank.
  • The Business is Coming A atriz Maisie Williams, a Ayra Stark de Game of Thrones, resolveu se aventurar no mundo das startups. Ela lançou uma espécie de LinkedIn para artistas, o Daise. Será que ela sabe que a luta pelo coração dos clientes é mais difícil que a batalha pelo Trono de Ferro?
giphy
  • Mea culpa Na última semana vazou uma carta de Alex Stamos, chefe da área de segurança do Facebook, enviada ao time logo após estourar o escândalo da Cambridge Analytica. O texto é um exemplo de como ser brutalmente honesto na hora de falar sobre uma crise com seu time.
  • Sob medida Praticamente toda empresa do Vale do Silício sabe o quanto é difícil fazer negócios na China. O Google vem tentando contornar as objeções do governo local construindo um mecanismo de busca próprio para o país, que siga as limitações impostas pelo partidão.
  • O que vem depois? Chegar ao produtct-market fit é um dos grandes desafios de qualquer startup (temos, inclusive, alguns ótimos materiais sobre isso no nosso blog). Mark Andreessen fala sobre o que fazer depois que chega a esse nível.
giphy

Por hoje é só. Espero que você tenha gostado da edição de hoje (me escreve contando) e que a gente se encontre na Bienal do Livro.

Um abraço,

Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACE | Twitter | Facebook | LinkedIn | Instagram