Enquanto o Google anunciou suas novidades para o ano, o Facebook teve a iniciativa de bloquear anúncios que podiam gerar confusão na Irlanda

Oi,  ,

Tudo bem?

Essa newsletter não é feita por uma inteligência artificial, mas como você vai ver na primeira nota de hoje, isso logo deve ser se possível. Mas não quero nem saber, porque não abro mão de escrever para vocês!

Vamos lá?

# Alô, é da pizzaria?

giphy

Um dos momentos mais esperados do ano para quem acompanha tecnologia é o Google i/o, conferência em que os executivos do Google mostram as principais novidades em que estão trabalhando.

Esse ano, o foco total ficou com o sistema de inteligência artificial que consegue realizar tarefas chatinhas como reservar uma mesa no restaurante, por exemplo. O grau de naturalidade da máquina chega a ser assustador.

Outra novidade que chamou muita atenção são as novidades do Android que ajudam muito na missão quase impossível de usar menos o telefone. Parece autoboicote, mas é uma resposta a todas as críticas sobre o quanto a tecnologia se tornou viciante.

 # Compra realizada com sucesso

Conforme já vinha sendo esperado, o Walmart comprou mesmo a Flipkart, uma espécie de Amazon indiana. A turma de Bentonville vai assinar um cheque de US$ 16 bilhões por 77% das ações da Flipkart.

Com o negócio, a empresa coloca um pé firme em um dos maiores mercados do mundo e conquista um grande espaço na luta pelo domínio do e-commerce global.

E como não poderia deixar de ser em um negócio desse porte, os competidores também já começaram a se mexer. A eBay, que não explorava sua marca na Índia desde que virou sócia da Flipkart, pretende voltar com tudo para o país. Para isso, vai usar o US$ 1 bilhão que vai ganhar com a venda de suas ações para o Walmart.

# Gato escaldado

giphy

Parece que toda a confusão em que se envolveu nos últimos tempos trouxe algumas lições para o Facebook.

Nas próximas semanas, os eleitores irlandeses vão participar de um referendo sobre a liberação ou não do aborto. A lei do país não permite financiamento estrangeiro de campanha, mas até outro dia grupos internacionais conseguiam comprar anúncios no Facebook para influenciar a opinião dos irlandeses.

Antes que o assunto virasse mais uma crise, a empresa se antecipou e suspendeu essa possibilidade.

# Neon e o futuro das fintechs

Certamente você viu a polêmica em torno da Neon Pagamentos desde a semana passada.

A startup tinha acabado de receber um aporte gigantesco e no dia seguinte viu seu principal parceiro, o Banco Neon, ter as atividades suspensas pelo Banco Central. (Ao que tudo indica, a fintech conseguiu contornar a situação e já tem um novo banco parceiro, o Votorantim.)

Como nosso Chief Startup Officer, LG Lima, comentou nas entrevistas que deu para a Exame e para o Meio&Mensagem, a situação não deve abalar a confiança nas fintechs - um dos setores mais promissores do Brasil. Espaço para boas empresas, que resolvam dores reais do mercado, nunca vai faltar. Garanto!

# Curtinhas
  • Sem paletas Essa semana participei de um painel no Proxxima, sobre o papel das startups na transformação digital. A discussão foi ótima e o resumo da história é que o relacionamento entre grandes empresas e startups não deve ser feito só por modismo, como as paleterias mexicanas, mas sim porque traz resultados concretos para quem faz.
  • Cortex Falando em inovação dentro das grandes empresas, essa semana colocamos no ar o site da nossa área de inovação corporativa, a ACE Cortex. Dá uma olhada e indica para aquele seu amigo que quer inovar dentro de um corporação, mas não sabe bem por onde começar.
  • Já chegou o carro voador! Na verdade ainda não chegou, mas a Uber vem trabalhando duro para liderar essa tecnologia. A empresa tem desenvolvido pesquisas sobre o assunto ao lado da Nasa.

  • Bilhão recrutado A Glassdoor, empresa de recrutamento que comprou a Love Mondays (que fazia parte do portfólio da ACE), foi vendida por US$ 1,2 bilhão para a Recruit, uma líder japonesa na área de contratação.

giphy

  • Abaixo dos 100 A Xiaomi resolveu revisar as contas do quanto valerá após o IPO. O valor agora é de US$ 80 bilhões - um valutation invejável, mas frustrante para quem, até pouco tempo, dizia que ia valer mais de US$ 100 bilhões.
  • GDPR na prática Quer discutir os impactos do GDPR no seu negócio? Então não perca o evento que o pessoal da PhishX (startup do portfólio da ACE) vai realizar semana que vem, no Habitat, aqui em São Paulo. As inscrições são gratuitas.
  • Na mídia A Clubinho de Ofertas, também do portfólio da ACE, teve grande destaque na mídia nos últimos dias. A empresa foi tema de reportagem na Revista da Gol e no portal da Exame.
  • Globais Manoel Lemos, um dos melhores VCs do Brasil, escreveu um artigo para o Techcrunch falando sobre o cenário brasileiro de startups - e como nossas startups estão cada vez mais preparadas para se tornarem globais.

giphy

Por hoje é só, pessoal! Mas antes de terminar, me envia um feedback sobre o que você achou dessa edição. Como estamos muito perto da centésima edição, tenho refletido muito sobre como deixar tudo ainda melhor pra vocês!

Um abraço,
Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACE | Twitter | Facebook | LinkedIn | Instagram

Not rendering correctly? View this email as a web page here.