Oi, ,

Bom dia! 

Vamos direto ao conteúdo para investidores dessa semana:

# Seed is the new Series A?

O investimento seed está cada vez mais se tornando o primeiro investimento institucional que uma Startup recebe. Natalie Dillon da Susa Ventures em seu post "State of Seed Investing in 2018" traz ótimas informações sobre como e o que tem mudado em investimentos no estágio Seed.

Para os empreendedores, é importante entender que rodadas Seed estão tendo mais relevância para investidores de Startups e, com isso, a barra sendo elevada para uma Startup receber investimento nesse estágio.

Pontos interessantes do artigo:

  • O Valor investido nesse estágio segue alto, apesar do número de rodada ter uma queda brusca
  • Valor médio por rodada(US$2,2MM) e os valuations médios(US$ 10,7MM) no estágio de Seed bateram recordes
  • O Tamanho Médio de Fundos Seed cresceu 20%
  • A média de tempo de vida de uma Startup para levantar uma rodada Seed vem aumentando, hoje em 3,3 anos

Mais detalhes no artigo.

# JP Lemann um dinossauro

O grande visionário e empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann participou de painel no evento anual do Milken Institute e ele mesmo disse que se considera um "Dinossauro Apavorado" pela mudanças que estão ocorrendo nos cenários dos negócios e novos produtos nas prateleiras, novos serviços aos consumidores, inteligência artificial, dados etc.... Mas, nas palavras dele, mesmo com 78 anos, disse que, mais uma vez, vai se adaptar. Você pode também assistir a gravação do painel deste evento aqui.

# Ecommerce de novos produtos e os CACs

Interessante matéria da Inc Magazine sobre uma onda de novas marcas de produtos querendo ser a nova Warby Parker, empresa que comercializa óculos online, tendo apresentado sucesso meteórico ao vender sem intermediários e com design único.

Surgiram recentemente nos EUA diversas empresas, muitas financiadas por VCs, com venda direta ao consumidor através do ecommerce, sem intermediários. Mas agora estão enfrentando dificuldade que elas têm tido em administrar os Units Economics (Custo de Aquisição de Usuários (CAC) x Valor do Cliente com o produto ao longo do tempo (CLTV).

O texto sugere que muito negócios tendem a olhar e atuar exclusivamente em cima do CAC, onde na verdade o problema está no tempo do cliente junto ao produto (CLTV). Também, devido aos altos custos de aquisição de usuários online, esses Ecommerces estão indo para abertura de lojas físicas e que talvez o mix entre online e offline pode ser a melhor forma de administrar esse custo.

 

# Outros links que valem a leitura:


# Blog da ACE

 

# Os 5 maiores aprendizados da N2B ao longo da aceleração

Artigo sobre os aprendizados e as pivotas da N2B, Startup de benefício corporativos de sáude, durante o programa de aceleração da ACE.

# Por que devo enviar os Investor Updates?

Post do Guilherme Lima, nosso Portfolio Manager da ACE, sobre a rotina de atualizar os investidores da sua Startup

Você pode acompanhar esses e outros conteúdos no Blog da ACE.


# Portfolio ACE

 

# N2B

6 startups que estão mudando o cenário de benefícios corporativos no Brasil (EcommerceNews)

# SocialWave

As 10 Startups de Curitiba que Você Precisa Conhecer (Mombu)

# FindMe

Casos de sucesso: startups de Natal para o mundo (PortalNegócios)

# Nuper

Hoje em Dia mostra como empreendedores criam "startups" com conteúdo que facilitam a vida das pessoas (R7)

Te convido também a acessar o Portfolio de Startups da ACE, com facilitador de busca por interesse de startups e mercados.


Uma bom final de semana e boa leitura,

Mike Ajnsztajn
Co-Founder
#GoACETwitter | Facebook | LinkedIn | Instagram