O streaming se lançou na NYSE de um jeito um pouco diferente, mas o resultado foi considerado bem positivo - agora só falta o lucro

Oi,  ,

Tudo bem?

Infelizmente não tenho como começar essa edição da Growthaholics sem comentar o ataque à sede do YouTube, em San Bruno. O atentado, que feriu três pessoas, foi feito por uma influenciadora que se sentia boicotada pelo sistema de remuneração da plataforma. Após uma série de disparos, ela se matou.

Deixo aqui a solidariedade de todo o time da ACE ao pessoal do YouTube.

E vamos à edição de hoje.

# Falta (muito) pouco

giphy

Em menos de uma semana, na próxima terça-feira, ACE e Bossa Nova vão tirar do papel um super projeto que tocamos em parceria ao longo dos últimos meses, o Growth Summit BR.

Deu muito trabalho, mas tenho a convicção de que conseguimos montar um evento que reflete bem o objetivo da ACE e da Bossa em ajudar startups em trajetória de crescimento a se tornarem gigantes.

Para colocar esse evento de pé, contamos com o apoio de um time de ponta de patrocinadores: Braskem Labs, Conecta, Oracle, Aloo Telecom e ToziniFreire Advogados.

Quem for ao Growth Summit BR vai poder ver de perto o resultado de todo esse esforço e trabalho. Vai poder também assistir a palestras incríveis, como as de André Siqueira (Resultados Digitais), Geraldo Rufino (JR Diesel) e o debate sobre o potencial das agtechs no mercado brasileiro.

Se você ainda não garantiu seu ingresso, não perde tempo - quem ficar de fora vai se arrepender demais!

# Interplayers

Tem uma oportunidade incrível para as healthtechs. A ACE e a Interplayers, grupo que desenvolve há mais de 16 anos soluções SaaS para integração total do mercado de saúde e bem-estar, acabaram de lançar o Tech Health, um programa de aceleração voltado às startups do setor de saúde.

Buscamos startups em estágio de validação ou crescimento, que tenham pelo menos um MVP, equipes formadas e um sócio com dedicação exclusiva, além de já apresentarem faturamento e tração. Para se inscrever, é necessário resolver desafios ligados à jornada do paciente, distribuição de produtos ou diagnóstico e disrupção.

Se esse é o caso da sua empresa, entre agora no site do programa e faça sua inscrição. É rapidinho e pode mudar a história da sua empresa.

# Singing in the NYSE

giphy

E o Spotify finalmente abriu o capital na Bolsa de Valores de Nova York. A estreia não foi do jeito tradicional, com um IPO, e por isso gerou grandes expectativas no mercado - fazia muito tempo que uma empresa desse porte não pulava a oferta inicial de ações.

E o resultado, pode-se dizer, foi positivo. A empresa terminou seu primeiro pregão valendo US$ 26,5 bilhões. O valor fez com que os suecos entrassem para a lista das dez empresas mais valiosas da NYSE após o primeiro dia de negociações.

Mas é claro que um resultado tão positivo para uma empresa que ainda não dá lucro causou alguma polêmica. Tem muita gente questionando se o streaming vai conseguir manter a performance ou vai ter uma trajetória mais parecida com a da Snap - aclamada em seus primeiros dias de negociação e, depois, muito contestada pelos investidores. Qual o seu palpite?

# Tchau, Google! E ai, Siri?

Na guerra dos assistentes virtuais, a Apple foi uma das pioneiras, mas logo ficou para trás com a concorrência desenvolvendo sistemas mais inteligentes que a Siri (que, apesar de ser ótima fazendo beatbox, nem sempre dá as melhores respostas quando a pergunta é realmente útil).

Mas parece que o pessoal de Cupertino está cansado de ser visto como um azarão nessa disputa. E para resolver esse problema, eles resolveram escalar um dos maiores especialistas em inteligência artificial do mundo, John Giannandrea.

Até pouco tempo, Giannandrea trabalhava no Google, onde foi responsável pelo desenvolvimento de soluções de AI para produtos como Gmail e Google Fotos. Será que agora a Siri começa a me indicar bons restaurantes?

# Curtinhas

  • No azul A startup catarinense ContaAzul levantou uma rodada de investimentos de R$ 100 milhões. A rodada foi liderada pelo fundo americano Tiger Global.
  • Fique de olho As revistas Pequenas Empresas & Grandes Negócios e Época Negócios lançaram a primeira edição da lista 100 Startups To Watch. Fiquei muito feliz ao me deparar com vários nomes que já passaram pela ACE no ranking. São nove startups da casa que aparecem por lá. Muito orgulho desse pessoal!
  • Não é igual O mago Steve Blank escreveu em seu blog um ótimo artigo sobre o que diferencia um empreendedor de um inovador. Em resumo, empreendedor não é o cara que tem ideias geniais, mas sim quem tem a capacidade de tirá-las do papel.
  • Pesado Uma pesquisa feita nos Estados Unidos mostrou que é muito mais difícil perder peso hoje do que era 10 anos atrás. E a culpa não é dos hábitos alimentares, mas sim do quanto nos acomodamos graças à tecnologia (é muito mais fácil ficar no sofá, assistindo Netflix e pedindo comida pelo delivery do que se mexer). 

giphy

Por hoje é só. Para concluir, quero dar as boas-vindas às startups que começaram essa semana a aceleração aqui na ACE (nos próximos dias vamos te contar um pouco mais sobre elas) e te lembrar que faltam poucos dias e ingressos para o Growth Summit BR.

Um abraço,
Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACE | Twitter | Facebook | LinkedIn | Instagram

Not rendering correctly? View this email as a web page here.