Essa semana mostro técnicas para fazer com que sua empresa seja mais (bem) falada pelos clientes. Também falo sobre produtos e dinheiro.

Oi,  ,

Tudo bom?

Essa semana anunciamos formalmente uma grande novidade aqui da ACE: nosso time de sócios recebeu quatro novos membros. São pessoas que já faziam parte da nossa equipe e que agora assumem novas funções e responsabilidades (uma grande necessidade de uma empresa que cresce no ritmo que a ACE tem crescido).

Fica aqui meu muito obrigado e meu parabéns público aos nossos novos sócios: Felipe Collins, José Gutierrez, LG Lima e Sulivan Santiago.

Fica também o meu convite a você que quer ver sua carreira crescer no ritmo de uma startup: visite a página Vagas em Startups, que reúne as oportunidades de trabalho nas empresas do portfólio da ACE. Está cheio de oportunidade boa por lá!

# Ideias que se espalham

Conquistar clientes não é uma tarefa fácil. Mas quando você consegue contar com a ajuda da sua atual base, as coisas fluem bem melhor. Esse é o principal conceito por trás da ideia de viralidade - se as ideias se espalham por ai pelas mãos dos clientes, os resultados são melhores e os investimentos em mídia muito menores.

O gestor de conteúdo e comunicação da ACE, Gabriel Ferreira (ou Agá, para os íntimos) preparou um post para o nosso blog explicando como calcular seu coeficiente de viralidade - ou seja, quanto sua base aumenta graças ao boca a boca - e também expondo algumas técnicas para impulsionar este processo.

Se você quer que as pessoas falem da sua startup tanto quanto falam do Nubank ou do Bombril, dá uma lida nesse texto - a maioria das técnicas pode ser aplicada desde já!

# Como nasce um produto

Falando em Nubank, a página deles sobre design é um compilado de excelentes ideias e insights para quem empreende ou trabalha na área. Em um dos últimos posts, eles explicam passo a passo como foi o processo de criação da NuConta, o serviço que transformou a empresa, oficialmente, em um banco.

O texto mostra o quanto é importante investir tempo e cabeça no processo de criação de um produto e como tudo precisa estar fundamentado em bases sólidas. Não à toa, o primeiro tópico do texto é “Comece com o porquê”. Depois disso foi feito todo um trabalho de pesquisa de mercado e definição de personas até que se chegasse no produto definitivo.

Em breve, a empresa deve divulgar um segundo texto detalhando a etapa final, com processos como os testes de usabilidade e a implementação em si.

# Dinheiro que vem da nuvem

A Dropbox registrou junto às autoridades dos Estados Unidos a intenção de fazer um IPO. O pedido foi feito de forma confidencial, mas a Bloomberg descobriu a história. A abertura do capital deve acontecer ainda no primeiro semestre deste ano, mas antes a empresa precisa concluir algumas burocracias inerentes ao processo.

Diferentemente de outras empresas de tecnologia que foram recentemente à Bolsa, a Dropbox já vai chegar ao pregão apontando lucro em seus balanços - e com vendas anuais na casa de US$ 1 bilhão. Atualmente a companhia tem um valuation de US$ 10 bilhões.

Bônus: Falando em valuations, o PitchBook fez uma análise do valor de mercado de 10 unicórnios (Dropbox inclusive) que, supostamente, estariam “sobreavaliados”.

# Vou de carro (alugado)

A Zazcar, startup brasileira de aluguel de carros por hora, recebeu um novo aporte. O FIP Inseed FIMA, um fundo de investimento em empresas de inovação em meio ambiente, investiu R$ 7,5 milhões na empresa.

Com o dinheiro, a empresa vai triplicar o tamanho da sua frota e aumentar a capilaridade em São Paulo - concluída essa etapa, um novo aporte será buscado para levar a marca para outras praças.

Além do aporte, é interessante analisar a história da Zazcar para entender as mudanças feitas no modelo de negócio para enfrentar concorrentes que não eram tão óbvios (ou sequer existiam) quando o serviço foi criado, em 2009, como táxis e Uber.

# Menos notícias e mais gatinhos

Quinta passada Mark Zuckerberg fez um post no Facebook falando sobre as mudanças que a rede vai implementar para melhorar a experiência do usuário em 2018. Em linhas gerais, a gente vai ver menos postagens feitas a partir de páginas (mesmo que sejam de veículos de mídia, que vinham passando imunes às mudanças na timeline) e mais postagens de amigos e parentes (ou seja mais gatinhos e mensagens de bom dia).

O anúncio não agradou aos meios de comunicação (que agora também vão ter que começar a impulsionar posts para manter a relevência na rede) nem aos investidores (que acham que o novo modelo pode fazer com que os usuários fiquem menos tempo conectados e, assim, vejam menos anúncios). Agora resta acompanhar o mais importante: a opinião dos usuários sobre isso.

# Curtinhas

  • VTex Day Nos dias 14 e 15 de maio acontece o VTex Day, o maior evento de vendas multicanal da América Latina. Este ano a ACE é uma das apoiadoras do evento.
  • Bem alfabetizados Os robôs estão mesmo cada dia mais inteligentes. Uma das últimas provas é o resultado de um teste aplicado aos sistemas de inteligência artificial desenvolvidos por Microsoft e Alibaba. Os robozinhos fizeram uma prova desenvolvida por Stanford e mostrou ter melhor compreensão de texto que os humanos.
  • Em detalhes Se você é como a maioria das pessoas, talvez ainda não tenha entendido exatamente como funcionam as tecnologias de blockchain. Se for mesmo o seu caso, te recomendo a leitura desta reportagem do New York Times, que apresenta a tecnologia com detalhes e bastante didática.
  • Vazou (de novo) A Netshoes enfrentou ontem o seu segundo vazamento de dados em larga escala em pouco mais de 1 mês. O site TecMundo recebeu uma lista com dados de cadastro e compras de 1 milhão de clientes do ecommerce.
  • Bem no alvo A NoAlvo, startup que faz parte do portfólio aqui da ACE, foi apontada pelo jornal Meio & Mensagem como uma das startups de mídia mais promissoras de 2018. A gente já sabe isso há um bom tempo, mas é muito bom ver o mercado reconhecendo a qualidade do nosso portfólio.
  • Fênix De tempos em tempos alguma empresa já dada como morta tenta renascer investindo em um novo mercado. Agora é a vez da BlackBerry, que lançou um sistema para ajudar fabricantes de carro a encontrarem falhas nos software, que ganham cada vez mais importância nos veículos.

Por hoje é só. Mas antes de ir embora, deixa eu reforçar aquele pedido de sempre: não deixe de indicar a Growthaholics para seus amigos, colegas e parentes. Pode ter certeza que eles vão gostar de saber que você anda lendo coisas tão interessantes.

Indique para um amigo :)

Um abraço,
Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACE | Twitter | Facebook | LinkedIn | Instagram

Not rendering correctly? View this email as a web page here.