As varejistas online brasileiras sentiram o peso de concorrer com a Amazon essa semana, quando a empresa ampliou suas operações no Brasil.

Oi,  ,

Tudo bom?

Depois de uma semana de feriado em que só tivemos curtinhas na Growthaholics, voltamos à programação normal (e com várias notícias que nos fazem pensar sobre questões importantes, como concorrência e diversificação).

Vamos lá?

# Como encarar a Amazon?

Me lembro que há algumas semanas trouxe aqui na news uma análise sobre o quanto a Amazon era citada em conferências de resultado de outras empresas nos Estados Unidos. O resumo da história era o poder que a empresa tinha de afetar os mais diversos setores.

Pelo jeito a moda de julgar o potencial de qualquer negócio pelos movimentos de Jeff Bezos vai pegar aqui no Brasil também. Essa semana, a empresa expandiu sua operação local e começou a vender outros itens além de livros.

O simples rumor de que isso aconteceria fez com que as ações das principais varejistas online do Brasil (B2W, Via Varejo e Magazine Luiza) caíssem entre 5% e 10% na Bolsa de Valores.

Logo na sequência a B2W anunciou algumas medidas que parecem ser um plano anti-Amazon, como a criação de marketplaces e a expansão de um serviço de assinatura que garante frete grátis (muito parecido com o Amazon Prime, por sinal).

Compartilhe:
if_3_939757.png
if_twitter_317720.png
if_linkedin_1807540.png

 

 

# Microfone aberto no Case

Semana que vem, nos dias 26 e 27 de outubro, vai acontecer o Case, um dos maiores eventos de empreendedorismo do Brasil. Ele é organizado pela ABStartups e reúne boa parte do ecossistema.

Nossos amigos e sócios da Bossa Nova vão ter um stand bonitão por lá. E para comemorar a parceria incrível que temos, vamos organizar dois Open Mics por lá. Quem quiser participar tem que se inscrever antes, porque vamos selecionar apenas seis empresas para se apresentarem. O link de inscrição para o dia 26 é este e para o dia 27 é este.

(Quem tiver alguma dúvida sobre a ACE ou aceleração, dá uma passadinha no stand da Bossa Nova, que sempre vai ter alguém do nosso time por lá para responder todas as dúvidas.)

Compartilhe:
if_3_939757.png
if_twitter_317720.png
if_linkedin_1807540.png

 

 

# Demo day

demoday.jpeg

Ontem encerramos mais um ciclo aqui na ACE, com o Demo Day das empresas que acabaram de concluir o ACE Growth, nosso programa focado no crescimento.

Fico muito satisfeito quando vejo um auditório lotado de gente para ouvir os pitches das startups que passaram aqui pela ACE. Tenho muito orgulho de todas elas e a certeza de que, assim como tradicionalmente acontece com quem acelera com a gente, elas têm uma caminhada de muito sucesso pela frente.

No blog da ACE tem a cobertura do que rolou no Demo Day.

Bônus: Falando no Blog, por lá você também encontra um texto sobre a Jugaad Innovation, método de inovação indiano que a Priscila Costa, da área de corporate da ACE, conhece muito bem.

Compartilhe:
if_3_939757.png
if_twitter_317720.png
if_linkedin_1807540.png

 

# Unindo forças

Os grandes estúdios de Hollywood e a Netflix dificilmente concordam em alguma coisa. Mas parece que esse dia finalmente chegou. Os maiores produtores de filmes e a plataforma de streaming (e também produtoar de filmes, claro) se juntaram em um processo contra a TickBox.

A TickBox vende um aparelinho que promete acesso a todo material disponível por streaming na internet. Parece maravilhoso para a Netflix, mas o problema é que todo material significa também aquele disponibilizado via pirataria - e ai Reed Hastings começa a perder clientes.

É o que sempre dizem, né? A melhor forma de fazer amigos é compartilhar os mesmo inimigos.

 

Compartilhe:
if_3_939757.png
if_twitter_317720.png
if_linkedin_1807540.png

 

# WeWorkout

Vira e mexe aparece alguém contestando o valuation da WeWork, uma das maiores redes de coworking do mundo. A empresa vale cerca de US$ 20 bilhões e muita gente acha que isso é muito para um negócio que não é tão simples de ser escalado.

Mas se tem uma coisa que ninguém pode negar é o apetite dos caras por expandir e fazer novos negócios. Além do crescimento geográfico das operações (este ano eles chegaram ao Brasil, inclusive), a empresa vem buscando novos mercados para levar seus conceitos.

Há pouco tempo eles inauguraram um coliving (uma espécie de casa compartilhada). Agora, a novidade é uma academia de ginástica. A primeira unidade foi inaugurada este mês, em Nova York, e eles prometem outras para logo.

 

Compartilhe:
if_3_939757.png
if_twitter_317720.png
if_linkedin_1807540.png

  

# Curtinhas

  • Mais dinheiro O pessoal do Softbank não se contentou em criar o maior fundo de investimentos do mundo, com quase US$ 100 bilhões disponíveis para aportes. Agora eles querem repetir a dose.

  • Grandes inovam Amanhã eu vou estar no evento Cultura Empreendedora Fest, organizado pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, para falar sobre inovação corporativa sob a ótica das Startups. Ou seja, como você pode trabalhar com uma grande empresa. Se você estiver por lá, aproveita para me assistir e me dar um abraço! 

  • Energy Start Falndo em inovação corporativa, ontem bati um papo no YouTube com o Bruno Cecchetti, diretor da Enel, sobre inovação corporativa. Eles estão com uma chamada aberta para startups, o programa Energy Start, feito em parceria com a ACE. Se ainda não se inscreveu, vai lá!

  • Como será o amanhã? Não concordo com tudo que o Elon Musk fala, mas quando ele apresenta suas visões sobre como será o futuro, sempre olho com bastante atenção. A Entrepreneur reuniu as apostas dele em um infográfico que mostra o que podemos esperar até 2060 (quando, segundo o Elon, teremos 1 milhão de habitantes em Marte).

  • Board decks Como são os board decks mais eficientes? Um artigo no blog da USV mostra o que não pode faltar nessa apresentação que é feita nas reuniões de conselho de uma empresa. Vale a pena dar uma olhada.

  • Pitch decks Falando em deck de slides, você já baixou o modelo que temos no nosso site para te ajudar a montar uma apresentação de primeira para potenciais investidores? Aliás, dá uma olhada na nossa página de Educação Empreendedora, porque tem bastante conteúdo interessante por lá.

  • Espionagem É possível te espionar usando apenas anúncios patrocinados? Segundo esse artigo da Wired, alguém habilidoso na segmentação e com US$ 1 mil no bolso é capaz de saber o que qualquer um anda fazendo por aí. Medo!

Gostou dessa edição? Depois me escreve contando o que você achou. Aliás, me conta também que tipo de conteúdo você tem sentido falta aqui na news e no nosso site. Queremos melhorar sempre e para isso precisamos do seu feedback.

E não esquece de indicar a Growthaholics para todo mundo!

Indique para um amigo :)

Um abraço,
Pedro Waengertner
CEO - ACE
#GoACETwitter | Facebook | LinkedIn | Instagram

Not rendering correctly? View this email as a web page here.
Share the love (and growth!):