Oi  ,

Feliz 2017!

Aqui na ACE já começamos a mil. 

Dois times novos que começaram a acelerar conosco: a Nuper, que faz reposição automática de produtos de supermercado, e a Beleza de Farmácia, que encontra alternativas de fácil acesso e qualidade similar a produtos cosméticos de luxo. 

Esse novo ano é de alta expectativa pro ambiente de investimentos em Startups. Aqui no Brasil, iniciamos o ano com a notícia de investimento de aproximadamente US$ 100 milhões pela Didi na 99Taxi. Esse foi segundo maior investimento de Venture Capital já feito na América Latina desde 2008.

O Pedro Waengertner, CEO da ACE, escreveu um breve post sobre sua expectativa para ecossistema brasileiro no ano de 2017. Os pontos principais dele foram:

 " O futuro é absolutamente impossível de prever (a menos que você seja a Mãe Dinah, o que abre um leque novo de possibilidades), mas podemos colocar algumas tendências que estão despontando: 

  • Provavelmente teremos o 1° unicórnio brasileiro (esperamos!);
  • Vários fundos de seed capital estão levantando dinheiro ou começando a operar este ano, o que deve ajudar bastante o vale da morte brasileiro (espaço até a Série A);
  • Cada vez mais as grandes empresas vão entrar no jogo das startups, criando projetos conjuntos e ajudando a financiá-las;
  • As startups de ponta no Brasil ficarão cada vez mais parecidas com as do Vale do Silício. A qualidade dos empreendedores está subindo muito nos ultimos anos.
  • O investimento anjo terá um boom em 2017. Várias pessoas que nunca ouviram falar, vão começar a investir. E o potencial nem começou ainda a ser explorado.
  • Depois da onda do Inbound Marketing e da máquina de vendas nas startups nacionais, veremos a onda do Produto. A função de Product Manager, hoje praticamente inexistente, se tornará muito quente.
  • Teremos mais investimento gringo no Brasil! (vide final do email!)"

Também, vale a pena ler o que o Fred Wilson, grande VC e guru, está prevendo para o mundo no próximo ano. Então, vamos a lista das leituras mais interessantes dos últimos dias?


Conteúdo sobre investimentos

StockSnap_G3YOGRBLF3.jpg

 

 

# IPOs de volta em 2017?

Esse ano é esperado uma reabertura de janela de IPO no Brasil, que mostra a retomada da confiança dos investidores. Hoje já existem três empresas em processo e a EXAME.com listou as 14 empresas brasileiras com maior probabilidade de fazer o IPO em 2017.
 
Nos EUA, em relação a IPO's (ofertas públicas de ações) de tecnologia, foi bem fraco no último ano. Poucas empresas abriram capital na Bolsa de Valores de NY - 13, para ser mais exato, número menor do que 2015 (25) e 2014 (mais de 40 empresas). 
 
Mas algumas coisas nos dão insight de que as coisas vão mudar: desde pontos macroeconômicos até o fato que as 13 empresas que tomaram coragem para abrir capital estão arrebentando (média de alta de 56% nas ações em cima do valor negociado na abertura). 
 
E com tanta gente gigantesca na boca do gol (Uber, Airbnb, Spotify e Snapchat- este último já até confirmou a intenção de abrir capital), aliado à mudança de mindset no mercado para um crescimento sustentável (o que é ótimo para acionistas)...
 

# Investidores Anjo

Cassio Spina, presidente da Anjo do Brasil, compartilhou sua visão e falou um pouco sobre o papel do investidor anjo.

Matéria da Startupi publicou matéria sobre a palestra de Edson Rigonatti, general partner da Astella Investimentos, importante fundo de investimento VC do Brasil, onde ele compartilha sua visão sobre o momento do empreendedorismo e o que leva uma Startup se sobressair. 

# Deals relevantes

A Didi Chuxing, maior empresa de motoristas autônomos da China e granda rival do Uber, investiu US$ 100 milhões na empresa 99 Taxi no Brasil.Esse investimento ainda contou com a participação de Tiger Global, Monashees+, e Qualcomm Ventures e foi o segundo maior investimento VC na América Latina desde 2008.  

A empresa Trello, software de gestão de projetos e tarefas (muito utilizada no mundo das Startups) foi vendida por US$ 425 milhões para a Altassian. Foi uma importante notícia por ser uma relevante saída de uma empresa de SaaS de um mercado bem concorrido. O pessoal da Haystack publicou um post tentando explicar o racional para a compra da Trello.  (em inglês)

Wappa investiu R$1,2 milhão em startup de gestão inteligente de despesas para empresas. 

# Proliferação das Startups

Brad Feld, um dos mais importantes investidores de Startups do mundo e autor do renomado livro "Venture Deal", não quiser fazer previsões para 2017 mas tem certeza de uma inevitável tendencia de proliferação de startups por todos lugares. Ele escreveu sobre isso no post "The year of Startups Everywhere" em seu blog. (em inglês)

# Qual a saída que vale a pena para VC? E para o fundador?

Samuel Gil, da JME Capital,tenta esclarecer de forma generalizada, baseado em outros interessantes estudos, de quando e como se dá um evento de uma saída de investimento(exit) realmente significativa para um fundo VC. Mostra explica um pouco o racional e funcionamento de um fundo investidor de Startups.

Depois de alguns dias,  Bryce Robert, da Alphatech Ventures, escreveu um post explicando através racional um racional semelhante quando da saída significantes, mas agora na visão dos fundadores.

# Startups de Phishing em alta

Depois de escândalos de e-mails vazados do partido democrata nas eleições dos EUA, o partido afirmou que algum de seus políticos poderiam ter sido hackeados através de e-mail phishing (e-mails com links indevidos que abre porta para invasão ou acesso a informações). Com isso, algumas startups que solucionam esse problema estão em alta. A CB Insight listou as principais startups que poderiam ter protegido esse incidente.

Aqui na ACE temos a PhishX, empresa de interessante produto para prevenção de phishing, que aceleramos no primeiro semestre de 2016. 

# Empresas non-tech nos exits

O CB Insight fez um breve post mostrando que, em 2016, as empresas tradicionais, de fora do mercado de tecnologia, começaram a adquirir Startups de mais de US$ 1 Bi, tendo mais representividade que as próprias empresas de tecnologia.

# Aceleradoras nos EUA

Primeiro pra começar, Sam Altman, CEO da YCombinator, uma das principais aceleradoras do mundo localizada no Silicon Valley, falou muito bem das Startups do Brasil pra Exame.com.

A Mattermark fez estudo que mostra que as Startups que passaram pelas três principais aceleradoras dos Estados Unidos representou 10% das rodadas de investimento Serie A no país, o que representa bem a tese de diversos investidores anjos de que aceleradora são um ótima fonte de negócios. 

# Empreendedorismo: soluções para os presídios?

Na Califórnia, a maioria dos presos condicionais são reincidentes. Mas a reincidência diminui para 3% quando esses presos tem acesso a treinamento de empreendedorismo e o mercado de tecnologia, segundo a Defy Ventures que dá esses treinamento. Isso é muito inspirador para nós que trabalhamos nesse mercado e pode ser uma ótima solução para a crise carceraria no Brasil. 

 

Startups ACE na mídia

ACE-Logo.png
 
 

# Cuponeria

Cuponeria saiu em matéria da Catraca Livre de como economizar diariamente na regão da Av. Paulista, em São Paulo.
 
 
 
Nos próximos dias abriremos o programa para captação de recursos para investimento em Startups aceleradas pela ACE, com cotas limitadas. Caso você queira receber em primeira mão as chamadas para analisar as propostas e participar das rodadas de investimento, clique no botão abaixo e preencha o rápido formulário.
  

 

Se você tiver algum feedback ou quiser se aprofundar em algum dos temas ou do portfolio ACE, pode me responder esse e-mail e nos falamos. 

Bom final de semana,

Mike Ajnsztajn
Co-Founder