Como é o tratamento ao intraempreendedor na sua empresa? Ele pode gerar grandes ganhos ou se frustrar e seguir seu sonho; Veja exemplos!

Oi  ,

Tudo bem? 

Intraempreendedorismo foi o assunto da vez nas últimas semanas.

A maturidade inovadora de muitas das grandes empresas seguiu o caminho de Open Innovation via aproximação com Startups, enquanto outras enxergaram no fomento interno uma grande saída para melhorar produtos e processos com soluções que fossem mais aderentes ao core business.

Hoje, quero abordar aqui uma reflexão importante sobre a inovação em grandes empresas.

Antes de começar a reflexão, quero pedir uma coisa: me responde esse e-mail contando a sua opinião sobre o caso e o que você achou de todo o conteúdo. Combinado?

Caminhos distintos, sim. Mas com duas particularidades semelhantes. Vamos a elas:

Perfil empreendedor

entrepreneur-startup-start-up-man-planing-business-1.jpg

 

Pensar no empreendedor somente como alguém que abre uma empresa própria é miopia.

Empreendedor é alguém com um conjunto de habilidades e motivações que o guia a arriscar e ter 24 horas por dia o mindset de fazer melhor, mais rápido e mais barato.

Troque a participação societária por um driver de ownership e temos um empreendedor dentro de uma grande empresa com a mesma capacidade disruptiva de um startupeiro.

PhD - Poor, Hungry and Driven

14696217588_427bd8ccb1_c.jpg

Esqueça o desenvolvimento acadêmico. PhD aqui é a sigla para Poor, Hungry and Driven.

Enquanto o empreendedor que cria uma startup está arriscando suas parcas economias para construir algo que pode se tornar uma imensa fonte de dinheiro, o empreendedor da grande empresa está arriscando sua zona de conforto e talvez até mesmo seu emprego.

E é por isso que insistimos que os benefícios do sucesso devem ser proporcionais.

O startupeiro faz o exit e fica rico, o intraempreendedor precisa ser reconhecido na mesma escala do risco que correu.

Então fomentar o empreendedorismo é só benefício?

rockybalboa.jpg

Sim, desde que atentemos para alguns cuidados.

Uma vez mordido pelo bicho do empreendedorismo, seu funcionário jamais será o mesmo.

Ou a empresa oferece um ambiente em que ele possa se desenvolver, ou você corre o risco de receber um pedido de demissão em breve. Esse "problema", inclusive, já fez com que muitos RHs de pouca visão barrassem programas de mindset empreendedor dentro de grandes empresas.

Segundo, combinado não é caro.

A questão de patente do produto/solução desenvolvida pode virar um balaio de gatos se o jogo não for combinado antes. E, nesse aspecto, não tem certo ou errado, não mapeamos ainda as chamadas melhores práticas que se adequem a 100% das empresas.

Cada caso é um caso e parte do nosso papel aqui na ACE é direcionar o parceiro a fazer também a melhor escolha jurídica.  

FASTFORWARDNEWSLETTER.jpg

Nota do Editor: Nessa seção, você vai conferir as novidades e melhores artigos nacionais e internacionais do mercado de inovação, startups e corporate venturing. Se quiser compartilhar um link para a próxima newsletter, é só responder este e-mail!

>> Grupo Telefónica obtém retorno de €40 milhões sobre o investimento em 1.532 startupsWebInside

>> Funções típicas de advogados já são feitas por softwares e robôs - Exame

>> Santander com cara de startupIstoÉDinheiro

>> Primeiro censo AgTech Startups Brasil - StartAgro

>> All the Venture Capital & Fundraising Bloggers You Should be Following - Medium

>> Como o Banco do Brasil está inovando e incentivando o intraempreendedorismo - Startupi

 

Opinião - Por que pedi demissão da Natura?

* por Luiz Gustavo Lima, acelerador da ACE

Luiz Gustavo Lima, o nosso LG, deixou a Natura para se juntar à ACE no último mês. Com um histórico na empresa de cosméticos, que tem ambiente muito bom para o funcionário empreendedor, ele conta os motivos que o fizeram pedir demissão e ingressar na ACE.

Em linha com o nosso tema desse BizHack, segue o texto que despertou amor e ódio nas últimas semanas.

"Alguns dias atrás, para ser preciso dia 9/jan, após alguns meses de muita reflexão, formalizei meu pedido de demissão da natura. Nesse mesmo dia, já com tudo regularizado, fiz um post falando exatamente isso, que após 7 anos na Natura tomei a decisão de sair para uma nova jornada..." (leia mais)

Brasil Ventures

 

green_icon.png

 

O Brasil Ventures é um grupo de discussões aberto voltado para o crescimento do Corporate Venturing brasileiro. Fundado em Janeiro de 2015 por executivos de grandes empresas e instituições brasileiras - em parceria com a ACE, StartSe e TozziniFreire Advogados - organiza encontros mensais para promover a experiência de discussão aos seus participantes.

Tema do Próximo EncontroCorporate no Vale do Silício

Quando: 21/02/2017
Cadastre-se enviando um e-mail para felipe@grupobrasilventures.com.br e receba as informações sobre local, horário e eventos premium.

 

Feedback

Gostou do tema? Achou quente? Há muito mais a ser tratado sobre intraempreendedorismo, inclusive uma análise filosófica sobre "Destruição Criativa".

Por esse motivo, instalei o app BeerOrCoffee e tenho encontrado pessoas do ecossistema semanalmente para um bate papo.

Fique à vontade para me chamar por lá!

Você também pode convidar amigos e outros profissionais enviando este link para eles. 

Um abraço,

Thiago Ururahy
Head - ACE Corp

#GoACETwitter | Facebook | LinkedIn | Instagram

Dica: Para ter certeza que meus e-mails vão parar na caixa certa de e-mails e não vão para o seu spam, por favor siga dois passos simples:

  1. Me adicione como contato no seu e-mail
  2. Se você usa Gmail, arraste essa mensagem para a aba “Inbox/Primário”